12 estratégias para manter a saúde mental e física durante o distanciamento social

Sabe essa angústia ou então essa ansiedade que você pode estar sentindo por TER que ficar em casa? Então, saiba que não está sozinho! Somos milhares de pessoas que simplesmente não estávamos acostumados a essa realidade, sendo obrigados a mudar nossas rotinas. Então, nada melhor do que olhar para os problemas e encontrar soluções, certo? Espero que essas estratégias te ajudem a passar por esse momento com mais sanidade mental e física.




No momento atual, o maior desafio social é estar em casa muitas horas por dia, o que pode ser muito angustiante e aflitivo para a maioria das pessoas. Eu trabalho de casa há aproximadamente dois anos e senti muita diferença nos primeiros meses para me organizar com tanto tempo sozinha, sem o caos de ter outras pessoas e interrupções. E isso que não fui OBRIGADA a fazer isso!


Agora o desafio é ainda maior, pois não é apenas ‘trabalhar de casa’, mas é ficar em casa os 7 dias da semana, com todos os familiares ou então, completamente sozinho. Contudo, vale lembrar que o fato de estar em casa é ainda um grande privilégio nesse momento. Como assim, Fernanda, privilégio, rs? Bem, como diz uma amiga minha que trabalha em um grande laboratório e luta diariamente contra o vírus, “eu gostaria de estar em casa com as minhas filhas. Eu sei o quanto é importante estar em casa neste momento da epidemia e, a cada dia que saio e volto do trabalho, eu sei que posso estar levando o vírus para as pessoas que eu mais amo”. Você consegue se imaginar nessa situação?


É por isso, por termos esse privilégio de estar em casa, que escrevo este artigo compartilhando 12 soluções que aprendi e também que recebi de amigos, mentores, treinadores e alunos em bate-papo em trocas sobre este momento tão surreal. Veja:

1. Mantenha uma rotina

Você notou, nestes dias, como a hora pode passar diferente se você não tiver compromissos sociais? Boa parte dos nossos horários são regidos por reuniões, transporte e alimentação. Ir dormir muito mais tarde ficou mais fácil. Trabalhar horas a mais, também. Para alguns, organizar a vida dentro de casa, ficou mais caótico, já que é algo mais ‘solto’.


Por isso, a primeira dica é: obrigue-se a ter horário para acordar e dormir, mesmo que o seu momento atual não te imponha isso. Se possível, tenha horário para suas refeições principais e escolha alimentos saudáveis, nada de descontar na comida ou fingir que todo dia é final de semana, ou o “dia da porcaria”, sabe? Estabeleça um horário para começar a trabalhar e para parar de trabalhar. Acerte seu alarme para esses horários.

Pode parecer simples, mas isso ajuda demais na sua saúde MENTAL. Lembre-se que não temos mais “fins de semana” para relaxar fora de casa, ou horário para sair de casa, evitar trânsito... Porém, ter rotina nos ajuda a manter foco e mente limpa. Nos ajuda a produzir e a criar.


2. Reorganize os cômodos da sua casa

Agora que você passa a maior parte do tempo em casa, veja se a maneira que sua casa está faz sentido para esse momento e para as próximas semanas. Se necessário, mude a cama, a mesa, a sala de lugar. Encontre uma maneira que possa ter privacidade quando necessário e que possa socializar e ter contato com ar fresco em alguns cômodos.


Aqui em casa, nós fizemos assim: a sala de jantar está na varanda, garantindo que durante as refeições ficaremos no ar fresco e olhando para algo que não é a tela do celular ou do computador. Parte da sala virou o quarto e a academia. O quarto virou o escritório 2 e mantivemos o escritório oficial. Assim, cada um tem seu espaço, já que aqui somos em duas pessoas. Ah, importante: não use o mesmo lugar para tudo, ou o mesmo espaço para diversas atividades… é interessante manter uma certa ordem na casa, sabe?

3. Levante, caminhe e respire

A cada hora, levante e dê uma volta na casa (evite a cozinha, rs). Encha o pulmão de ar e solte lentamente, enquanto levanta e abaixa os braços, algumas vezes. Alongue. Mexa o corpo, esfrie a mente e sinta a diferença ao voltar para o que estava fazendo.

4. Contato com a natureza

Encontre mais maneiras de estar “trocando energia”. Faça uma horta vertical, ande descalço, esteja em um espaço com luz natural, sempre que possível e, se a sua casa permitir, tome um pouco de sol todo dia. Encontre o cômodo com mais luz solar, e tente tomar um solzinho ao menos 15- 30 minutos por dia.


5. Faça exercícios

Manter o corpo se mexendo é fundamental para as funções básicas dele (como ir ao banheiro e digestão), para o seu sono ter mais qualidade e para que você possa relaxar mentalmente.

Separe um espaço da sua casa no qual você possa se exercitar, por pelo menos 10 minutos ao dia. Se a preguiça bater, busque aulas online ao vivo, para treinar com outras pessoas, ou convide um amigo para treinar com você. Se der, ainda, treine com seu treinador à distância. Muitos profissionais estão reformulando sua forma de atender os alunos.

Essa também é uma oportunidade para aprender coisas que você normalmente não faria se estivesse frequentando a sua academia. Comecei aulas de dança por aqui, mas pode ser luta, yoga, pilates. Tem filhos? Inclua os pequenos nesta!

6. Inclua Hobbies (novos e velhos)

Faça uma lista de tudo o que te faz bem. Adapte esta lista para horários dentro da sua casa. Criatividade é a palavra da vez. Meus novos hobbies são decorar a casa e renovar minha horta vertical, por exemplo! Se você gosta de música, pode tocar mais do seu instrumento favorito.

7. Aprenda e reinvente-se

Este é o melhor momento para aprender coisas novas! Não apenas estudar online, que pode ser exaustivo para quem está trabalhando mais ou está com as crianças em casa. Aprender pode incluir fazer novos pratos, jardinagem, brincadeiras e jogos... E, para alguns, aprender a usar melhor a tecnologia para se comunicar e socializar.


8. Tire um projeto da gaveta

Sabe aquele projeto que você sempre quis fazer, mas não achava tempo? Talvez agora seja a hora. Ou sabe quando você reclamava que não teria tempo de ficar com seus filhos? Use este tempo para criar laços com eles. Ative o projeto que faz mais sentido para o contexto do momento.

9. Meditação

O momento pede muito CENTRO. Separe uns minutos do seu dia para ‘higienizar’ a cabeça. Mantenha suas práticas espirituais, como orar ou cantar. Reforce essa conexão com o todo.

10. Diário

Se você sente que está cheio de pensamentos ou angustiado, escrever é uma maneira de reduzir ou eliminar esse sentimento. Manter um diário, onde você coloca o que pensa, da forma que quiser, pode não só trazer alívio, como estimular novas ideias. Isso acontece porque toda vez que você escreve ou coloca algo no papel, você libera espaço na sua memória de curto prazo, abrindo espaço para o novo.

11. Ajudar outras pessoas

Mais do que nunca podemos ajudar outras pessoas! Pense naquilo que você é bom e como isso poderia contribuir para a vida de alguém! Colaborar com os outros nos tira do nosso próprio umbigo. Olhar para fora e como podemos ser úteis, nos traz bem-estar, senso de pertencimento e ainda faz com que tornemos o mundo melhor. Comece hoje mesmo!

12. Compartilhe este texto e repasse acrescentando uma nova estratégia para as outras pessoas que precisam disso.


Não se preocupe em fazer todas as mudanças de uma vez. Escolha duas ou três mudanças e comece a aplicar dentro da sua realidade. O principal objetivo dessas estratégias é que você se mantenha centrado no que pode fazer, no que pode controlar, a favor da sua saúde e então encontrar soluções criativas para sua carreira, seus relacionamentos e sua vida financeira!


18 visualizações