Pontos fortes e fracos em entrevista: como responder do jeito certo

Série Entrevista em Inglês - Parte 3


Só de pensar em participar de uma entrevista em inglês, já bate aquele frio na barriga? A gente sabe bem como é, tanto que já falamos aqui sobre atitudes pra te ajudar a se destacar na hora da entrevista e, aqui, sobre duas situações péssimas, que acabam acontecendo de forma corriqueira, e como contorná-las. Agora, vamos ajudar a responder sobre seus pontos fortes e fracos, uma maneira de mostrar quem você realmente é e conquistar seu entrevistador!



Falar sobre si mesmo pode ser um dos maiores problemas em uma entrevista de emprego, imagine, então, fazer o mesmo, mas em inglês? Além da dificuldade normal em colocar seus pontos fortes e fracos (já que muitas vezes somos ou condescendentes ou muito críticos a nosso respeito), ainda tem as armadilhas da língua e os desafios que vêm com elas, que dizem respeito, mais especificamente, aos códigos culturais, tanto do inglês mesmo, quanto da própria empresa.


Pontos fortes e como não soar arrogante na hora H


Imagine se, ao falar sobre seus pontos fortes, você seja tão enfático e queira tanto mostrar que vai fazer diferença no cargo que soe arrogante. Já pensou nisso? Ou até, digamos, um pouco exagerado. Um comportamento desses, mesmo que de forma inocente, pode destruir suas chances, não é mesmo? Ninguém quer alguém que tenha uma visão positiva ao extremo sobre si mesmo trabalhando em equipe! O ideal é que você saiba seus pontos fortes, mas entenda que eles não estão ali para enfeitar seu trabalho, mas para contribuir com a empresa, e sua resposta precisa demonstrar isso.


Algumas dicas:


➔ My best asset would be my... - Minha melhor característica seria minha/meu…

➔ My strong/best suit is… - Minha maior força é...

➔ I’m very good at…- Sou muito boa/bom em…


Mas, lembre-se: a ideia, aqui, é não parecer pedante. Ou seja, treine a resposta para falar sobre sua força/habilidade e em como ela vai ajudar na vaga em questão, como ela pode fazer diferença para o time, no caso de trabalho em equipe, ou para a empresa, no geral. É muito importante que seu entrevistador entenda no que você é bom, mas saiba que você está disposto a compartilhar habilidades e aprender, ao mesmo tempo!


Pontos fracos e como mostrar que você está sempre em evolução!


Uma das maiores falhas, digamos assim, na hora de expor nossos pontos fracos é cair na mesmice do “sou perfeccionista” ou “sou muito metódico”. Primeiro, porque, dependendo do cargo, essas características serão, inclusive, benéficas! Ou seja, assim como ao falar dos pontos fortes, você precisa linkar o que você tem a oferecer para a empresa e COMO e o QUANTO está disposto a aprender, trocar e se melhorar com seu novo trabalho!


Algumas dicas:


➔ I’m dealing with this flaw by doing... - Estou lidando com essa falha/falta/defeito fazendo...

➔ I know I have to get better in… but I’m open to… - Eu sei que tenho que melhorar em… mas estou aberta/aberto a…


Aqui, a grande questão é mostrar que você SABE que tem pontos a aprender e que este trabalho pode, inclusive, ajudar no seu aperfeiçoamento. É sempre bom se colocar em um lugar de troca, no qual você oferece algo para a empresa e sabe que poderá beber da fonte ali também. Ah, e vale também falar de alguma experiência, tanto na qual você tenha sido fundamental por um ponto forte seu, que colaborou para um bom resultado, quanto em uma que tenha sido especial para o SEU crescimento.


Falar sobre o que aprendeu nas suas vivências em trabalhos anteriores é muito enriquecedor. Por isso, de novo, treinar é o foco! Se precisar, volte alguns passos, dê uma lida nos textos anteriores aqui do blog e comece a se preparar, desde já, para arrasar na sua próxima entrevista!

0 visualização