Série E-mail - 4 dicas para você nunca mais sofrer com emails em inglês!

Responder emails em inglês ou mesmo escrever emails para enviar materiais importantes, uma mensagem para o chefe, uma proposta de trabalho ou até um retorno de entrevista pode ser uma tarefa angustiante. Como escrever da forma correta? Como ser polido e ainda assim ser assertivo? Como incluir todas as informações necessárias, mas facilitar a compreensão? A resposta pode ser mais fácil do que você imagina!


Chegou email em inglês e já deu aquele frio na barriga para responder? Pois acabou seu sofrimento. Separamos aqui 4 dicas infalíveis para tornar essa tarefa menos estressante, mais prática e até divertida. Dá uma olhada:

Dica número 1

Observar o registro de linguagem sempre dá certo

Dentro de um mesmo ambiente empresarial, tem quem se comunique de forma mais ou menos formal, certo? Se a questão é responder a um email, observar como ele chegou para você, quais são os registros de linguagem - se a pessoa é mais formal ou se o texto é mais solto, por exemplo. Literalmente, responda na mesma moeda, é infalível! O primeiro resultado é que você já será bem recebido, pois estará inserido no código de comunicação daquela pessoa. Caso você esteja iniciando uma conversa, é bacana entender um pouco como funciona a comunicação da empresa/pessoa em questão. Caso isso não seja possível, é interessante sempre respeitar a hierarquia, claro, e usar uma linguagem meio-termo. Ou seja, que tenha um certo grau de formalidade, mas sem ser tão dura. Com o retorno, você já vai perceber se precisa mudar o tom a partir das próximas.

Dica número 2

A importância de prestar atenção na saudação

Pode ter certeza, abrir e fechar emails em inglês é, sim, muito importante. Em português, muitas vezes, essas formalidades acabam ficando de lado em nome do conteúdo - se a pessoa entender, está tudo certo. E, claro, há, muitas vezes, o fator pressa a se considerar. Mas, em inglês, é preciso lembrar de ter uma abertura e um fechamento em todo email. E, assim, como na dica número 1, existem maneiras mais ou menos formais, mais ou menos calorosas de abrir e fechar mensagens, e vai sempre depender do seu grau de intimidade com a pessoa ou de como ela sempre age. Você pode, inclusive, já ter um modelo pronto de cada estilo, o que vai facilitar muito no dia a dia.

Dica número 3

Lembre de organizar o assunto

Essa dica é fundamental - em inglês, o fator visual pode ser determinante para o entendimento de um conteúdo. Separar por parágrafos, quebrar linhas, usar bullets points, tudo pode ajudar. O ideal, mesmo, é que você tenha um assunto por email, o que facilita enormemente a compreensão. Mas, como nem sempre isso é possível, é bom lançar mão de recursos visuais, também. Estruturar o layout do seu email para cada assunto pode ser a chave para ser bem compreendido. E, claro, observar a construção do texto, o que nos leva à quarta dica...

Dica número 4

Usar frases curtas, parágrafos pequenos, facilitar a leitura

Quando você for escrever em inglês, mantenha frases curtas. Essa é uma dica preciosa e pode mudar sua forma de, inclusive, olhara para essa tarefa. Em português, temos o costume de usar parênteses, travessão, dois pontos, e uma frase longa depois, com muita informação. E somos mais facilmente compreendidos. Mas a construção do inglês é totalmente diferente, as flexões são muito parecidas - verbo no passado é igual para todas as pessoas, por exemplo. E aí, se o sujeito da frase fica muito longe do verbo, pode se tornar difícil captar a mensagem. A saída é usar frases de até uma linha e meia, continuar o assunto em outra frase, e construir parágrafos de até quatro linhas. A compreensão vai ser mais fácil e o resultado, mais positivo, pode ter certeza!

E aí, gostou das dicas? Elas fizeram sentido para você? Me conta lá no instagram que tem posta falando sobre o assunto. E vídeo no youtube, também. Corre lá pra ver!

0 visualização