Série E-mail - Domine definitivamente a arte de escrever e-mails em inglês!

Se você nos acompanhou por aqui nas últimas semanas, e também lá no Instagram e no Youtube, sabe que destrinchamos tudo que foi possível para facilitar a sua relação com a escrita de e-mails em inglês. Chega de ter medo de não usar a linguagem correta. Agora, é só alegria!



Caso você tenha perdido algum dos nossos conteúdos, vamos fazer uma recapitulação aqui, em três tópicos macro:


Tópico #1


Registro da língua - o ingrediente mais importante


Como já falamos aqui (link), dentro de um mesmo ambiente empresarial, tem quem se comunique de forma mais ou menos formal. Então, observar como a mensagem chegou para você pode ser a melhor forma de começar a se comunicar bem por email. Observe o registro de linguagem usual da empresa - todo mundo é formal? Super formal ou levemente formar? E o seu chefe, ou aquele colega de trabalho que mandou o email? É um pouco mais amigável? Mais do que em Português, no Inglês o registro fala tanto quanto a mensagem. Se você for muito formal com alguém que mandou uma mensagem super solta, pode ser visto como arrogante, entende? Então, observe esse ingrediente importante e devolva na mesma moeda. A chances de errar diminuem muito!


O mesmo acontece com as contrações e abreviações. Elas também fazem parte desse registro. Ou seja, como falamos já, por aqui, escolher como vai se comunicar depende:


● De com quem você conversa;

● Do grau de proximidade que essa pessoa se permite ter com você;

● Dos códigos da empresa.


Parece difícil no começo, mas vai ficando bem mais fácil com a prática!


Tópico #2


Expressões usuais - tenha sempre em mente


Da saudação ao fechamento do email , as expressões são muito importantes. Existem maneiras mais ou menos formais, mais ou menos calorosas de abrir e fechar mensagens, e vai sempre depender do seu grau de intimidade com a pessoa ou de como ela sempre age. Você pode, inclusive, já ter um modelo pronto de cada estilo, o que vai facilitar muito no dia a dia. Vamos lembrar de algumas dicas que demos sobre expressões para emails em inglês?


Expressões para abrir emails


Hi (Name) - mais informal

Dear (title + last name) or Dear (full name) - mais formal

Hi there - com mais intimidade


Expressões para abrir frases


Estou escrevendo em relação a…

I’m writing with regard to (topic) / I’m writing with reference to

Acabei de saber por (pessoa) sobre

I’ve just heard from (person) about (topic)

Olá, (pessoa). Acabei de ler seu e-mail.

Hello, ….. I’ve just read your email.


Expressões para fechar frases


Aguardo ansiosamente para receber esta informação o quanto antes.

I look forward to receiving this information as soon as possible.

Caso você precise de mais informações, ficaremos felizes em ajudar.

Should you need any further information, we will be happy to assist you.

Obrigada por …. E mande lembranças para

Thanks for the …. and send my regards to …


Fechando o email


Regards - saudações/ meus cumprimentos

Best wishes - bons votos; boa sorte; tudo de bom / Best (forma reduzida de best wishes)

Thank you in advance - Agradeço desde já


Expressões para pedir algo em inglês


I’d be grateful if you could... – “Eu ficaria muito grato se você pudesse…”

I’d appreciate if you could... – “Eu adoraria se você pudesse…”

Would you mind helping me with… - “Você se importaria em me ajudar com…”


Tópico #3


Organização - sempre funciona


A gente considera essa dica fundamental, tanto, que falou só dela aqui (link). Em inglês, o fator visual pode ser determinante para o entendimento de um conteúdo. Separar por parágrafos, quebrar linhas, usar bullets points, tudo pode ajudar. O ideal, mesmo, é que você tenha um assunto por email, o que facilita enormemente a compreensão. Mas, como nem sempre isso é possível, é bom lançar mão de recursos visuais, também. Estruturar o layout do seu email para cada assunto pode ser a chave para ser bem compreendido. E, claro, observar a construção do texto.


Use frases curtas, parágrafos pequenos. Em português, temos o costume de usar parênteses, travessão, dois pontos, e uma frase longa depois, com muita informação. E somos mais facilmente compreendidos. Mas a construção do inglês é totalmente diferente, as flexões são muito parecidas - verbo no passado é igual para todas as pessoas, por exemplo. E aí, se o sujeito da frase fica muito longe do verbo, pode se tornar difícil captar a mensagem. A saída é usar frases de até uma linha e meia, continuar o assunto em outra frase, e construir parágrafos de até quatro linhas.


Ufa, acho que conseguimos esgotar boa parte desse assunto por hoje! Esperamos que esse conteúdo tenha ajudado a desmistificar os e-mails em inglês. Se quiser, dá uma olhadinha nos textos anteriores do blog e aproveite para treinar, treinar, treinar (a gente aceita até receber email em inglês, viu?! rs). Bye!

0 visualização